2º Dia (Maria Teresa – Alto Dondo)

 

O despertar aconteceu, ainda era de madrugada. No entanto a partida para o Dondo ocorreu apenas depois das 10h da manhã.

Após um bom pequeno-almoço no Restaurante Maria Teresa e de uma sessão de fotos, estava na altura de me fazer à estrada.DSCF2103

A etapa começou bem, sem grandes problemas… apenas que ainda não sentia as minhas pernas devido ao esforço do dia anterior.

Circulava devagar. Mais devagar do que eu esperava. Raramente passava a barreira dos 20 km/h e na grande maioria circulava a uns meros 15km/h. Isso iria fazer com que demorasse mais de 4 horas para fazer os 65km que me separavam do Dondo.DSCF2110

A estrada estava em boas condições e era larga o suficiente para mim e para os inúmeros camiões que passavam a toda a velocidade. A paisagem verde tropical juntamente com os sons que vinham da vegetação, faziam-me esquecer o calor que se fazia sentir.

Ao fim de 2 horas a pedalar, reparei que tinha os meus braços secos e que não caia uma pinga de suor do meu corpo. Tinha bebido certa de 1,5 litros de água até agora e apesar de não sentir sede nenhuma, forcei mais uns golos. O que eu não queria era apanhar alguma desidratação que me encostasse por uns dias. DSCF2119

O trajecto fazia-se com pequenas subidas e descidas… algumas um pouco custosas, outras nem por isso. Numa das subidas, enquanto dava tudo por tudo para completar os cerca de 70 metros que me fariam chegar ao topo da colina, ouvi as palavras mais encorajadoras do dia. Bem lá do alto da colima ouvi um autóctone a comentar para o seu colega que seguia do outro lado da rua: “EH!!!! ESSE BRANCO AÍ TÁ MÁLUCO…”

A escolha de empregar o verbo “Estar” e não o verbo “Ser” dá uma ostentação extraordinária a este comentário. Não sei se ele disse isso por me ver de a pedalar e a subir a colina, se foi por ver a minha cara de sofrimento, ou se foi por estarem cerca de 39ºC… ou se era tudo junto. Fosse qual fosse a razão, tais palavras proferidas por este senhor quase me deram forças para pôr uma abaixo e fazer o resto da subida de roda no ar.

Por volta das 13h00 da tarde, pensei uma vez mais que tinha os calços de travão colados ao aro da roda, tal era a dificuldade em fazer a bicicleta rolar. O motivo não eram os calços… era o cansaço e os 43ºC que faziam derreter o alcatrão debaixo dos meus pneus.DSCF2113

Pelos vários locais onde parava para beber uma cola e comer umas bananas, era recebido com entusiasmo e simpatia da população local. Muitos curiosos e muitos sons de admiração e surpresa quando lhes dizia que ia até Malange ou Saurimo. Não quis dizer o resto do percurso para não causar nenhum ataque cardíaco a ninguém.

Não consigo descrever os efeitos que esta imagem teve em mim…

DSCF2117 

À chegada ao Dondo, procurei onde ficar e indicaram-me o Alto Dondo… só não me explicaram que o Alto Dondo era mesmo alto, eu tinha que fazer uma subida que quase me fez saltar os joelhos fora.DSCF2122

Enquanto procurava por um lugar para montar a tenda, fui convidado pela gerência do Catita Palace a passar a noite nas instalações a custo zero! O Catita Palace era um hotel ainda em fase de construção, mas onde eu tive direito a um quarto com AC e televisão, assim como uma casa de banho com duche e água quente. Simplesmente genial para quem passou o dia a pedalar com temperaturas perto dos 40ºC.

9 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Brutal, parabéns adorei este dia! Vai mantendo o pessoal informado! Força!! Força Ai Branco!!!

    ResponderEliminar
  3. Abraços do teu priminho Nuno, e continuação de boa viagem!Pra impressionares ainda + os locais e como Eng. que és:) deverias ter pensado numa bike hibrida para os momentos + ofegantes:))) Pffffffffffff
    Força aí branco maluco:)

    ResponderEliminar
  4. Boas Amigo,

    força e determinação! Algo que nos torna ainda Maiores! Quarto com AC, TV e duche quente...que luxo!
    Boa viagem e "vai pela sombra".
    Pascoa

    ResponderEliminar
  5. Olá Amigo, Viva Mein do mato !!!! continua com essa força toda...cuidado com os quartos com AC...podes apanhar uma constipação... Aquele abraço !

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    O blog está a ficar muito bom... Espero que continues a actualizá-lo regularmente... seria bom sinal!!
    Continuação de boa viagem!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Pedro:
    Estive na partida, acompanho a caminhada. Estou consigo. FORÇA!!!!!!
    Fernando Jorge

    ResponderEliminar
  8. Força Pedro! Os sonhos são para realizar antes que seja tarde demais! Deixa-me que te diga que muito te admiro e que tenho que te tirar o boné! :)))
    Gabriel Garcia Marques escreveu um dia:
    "É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem saber ver."

    Que chegues depressa à meta!

    ResponderEliminar
  9. A verdadeira viagem de derreter borracha :)
    Gostei de como metes as meninas a guardar a montaria :)
    Força e coragem!

    ResponderEliminar